Especialistas dão dicas de como aproveitar o verão sem descuidar da saúde

Postado em 10 de janeiro de 2018


O verão eleva as temperaturas e costuma deixar praias e piscinas lotadas. Apesar de ser uma boa época para relaxar, já que é também período de férias, é importante não deixar a saúde de lado.

— No verão, nosso corpo perde bastante água. Por isso, precisamos beber pelo menos dois litros dela por dia. Devemos comer muitas frutas e verduras, grãos e consumir sucos naturais sem açúcar e vitaminas. A preferência deve ser por carnes magras, como peixe e frango. É importante nesta época evitar alimentos gordurosos, pois eles retardam a digestão — orienta a nutróloga Yara Dantas.

Com o sol a pino, aumentam as chances de desenvolvimento de câncer de pele. Não à toa, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) escolheu este mês para fazer a campanha “Dezembro Laranja’’, que alerta para a prevenção da doença. Atitude simples, como usar protetor solar diariamente, ajuda a afastar a possibilidade de surgimento do câncer de pele não-melanoma, o mais incidente na região Sudeste.

>>> Leia também: SP aprova visita de pets a hospitais

— O excesso de exposição ao sol é a principal causa da doença, uma vez que a radiação ultravioleta é a maior responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos — afirma a dermatologista do Instituto de Oncologia Santa Paula, Vanessa Mussupapo. — Manchas, bolinhas que sangram facilmente, crescimento ou aparecimento de pintas são os principais sintomas do câncer de pele. É recomendado que nestes casos um médico seja procurado, imediatamente — alerta a dermatologista do Hospital Oeste D’Or, Valéria Stagi.

A estação também é marcada por doenças características, como conjuntivite, micoses e insolação, e pelos males causados pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue, chikungunya, zika e febre amarela. Por isso, é importante não deixar água acumulada nos quintais, nem nos pratinhos de plantas, além de ser recomendado o uso de repelente e a instalação de telas de proteção nas janelas.

Cuide-se

Use chapéus, óculos escuros (com proteção contra os raios ultravioleta), camisetas e evite ficar exposto ao sol entre 10h e 16h.

Faça o uso de um protetor solar todos os dias. Ele deve ter, no mínimo, fator de proteção solar (FPS) 30 e capacidade de proteger contra radiação UVA e UVB. Aplique cerca de meia hora antes da exposição ao sol e reaplique a cada duas horas em atividades de lazer ao ar livre ou de manhã e antes de sair para o almoço em dias de trabalho. Na praia ou piscina, faça uma nova aplicação a cada mergulho ou ao secar o corpo com toalha.

>>> Saiba mais: Calibração x Ajuste? Entenda a diferença e como elas podem ser aplicadas

Beba pelo menos 2 litros de água todos os dias e dê preferência pelo consumo de sucos naturais sem açúcar.

Evite ingerir comidas gordurosas, pois elas contribuem para o aparecimento de acnes e retardam a digestão. Dê preferência a frutas e verduras da estação e carnes magras.

Mantenha sua pele bem hidratada com o uso de cremes hidratantes corporais. No rosto, aplique apenas aqueles que são específicos para a área.

Faça uso do repelente. Não há perigo em usá-lo junto com o protetor solar. Para um melhor resultado, aplique o protetor solar primeiro e 15 minutos depois passe o repelente.

Seque os ouvidos após cada mergulho. Caso a água entre no ouvido e haja dificuldade para sair, movimente levemente a orelha ou deite de lado. Nunca utilize álcool ou qualquer outro líquido dentro dos ouvidos sem orientação médica.

Mantenha os cabelos e o couro cabeludo sempre limpos. No verão, o suor, o cabelo e a umidade podem facilitar problemas como caspa.

Não fique com roupas de banho molhadas por muito tempo, pois a combinação de calor e umidade contribui para o surgimento de doenças que podem causar ardor, coceira e corrimentos.

Evite usar sapatos fechados e se enxugue bem depois de tomar banho, principalmente nas axilas e entre os dedos. Estas medidas ajudam a impedir o surgimento de micoses.

Não compartilhe o uso de objetos pessoais como toalhas e óculos escuros para evitar a transmissão de doenças como conjuntivite

Coloque areia nos pratinhos das plantas e não deixe acumular água em objetos. Preste atenção no seu lixo e tampe bem a caixa-d’água para evitar que o mosquito Aedes aegypti não se reproduza.

Fonte: Evelin Azevedo – Extra – Saúde e Ciência
Este conteúdo não é de responsabilidade da Biomig Brasil. 

Voltar para todas publicações

Veja também


Serviços

Serviços

A Biomig é uma empresa com excelência e especializada em Propaganda Médica, Venda e Logística de produtos de alto valor agregado, atendendo às mais variadas exigências das indústrias...

Conheça mais

Consultores

Consultores

A Biomig possui equipe capacitada e permanentemente treinada para atender aos seus clientes nos diversos assuntos inerentes à propaganda e venda de seus produtos. Busca um bom ambiente para seu cliente...

Veja mais